Login:
Senha:

 

 
 

:: Regulamento _________________________________________________


:: SUCESU

:: SUCESU 40 ANOS

:: COMEMORAÇÕES

:: PRÊMIO SUCESU 40 ANOS

:: REGULAMENTO

:: EVENTO DE PREMIAÇÃO

:: COMITÊ SUCESU 40 ANOS

SUCESU

A SUCESU – Sociedade dos Usuários de Computadores e Equipamentos Subsidiários – foi criada em 1965 por um grupo de usuários que se reunia para debater e buscar soluções em conjunto. Hoje, com a mesma sigla SUCESU, têm o nome atualizado para Associação dos Usuários de Informática e Telecomunicações e é a maior, mais antiga e mais experiente entidade, sem fins lucrativos, na defesa dos consumidores e do desenvolvimento da Informática e Telecomunicações no Brasil.

Com a missão de representar e defender os usuários de Informática e Telecomunicações do País, por meio de ações políticas, institucionais e técnicas, ela fomenta e dissemina o uso das tecnologias da informação no Brasil.

Com sede em Brasília, a SUCESU conta com 19 regionais e 5 mil associados pessoas jurídicas, representando as principais empresas do setor no País.

A SUCESU promove seminários, palestras, feiras e congressos de âmbito nacional e internacional, e participa dos mais relevantes fóruns setoriais.

A SUCESU tem participado ativamente em importantes lutas na história da informática como a implantação da Lei de Software, o acompanhamento do II Planin, fim da reserva de mercado, redução da carga tributária setorial, definição de políticas de capacitação de recursos humanos, estabelecimento de diretrizes e novas políticas de desenvolvimento do setor, mediação de conflitos de interesses entre usuários e fornecedores, indução a criação de pólos de informática e telecomunicações, interiorização do desenvolvimento da informática e das telecomunicações, entre outros.

 

SUCESU 40 Anos

Na década de 60, o governo, as grandes empresas e as universidades brasileiras começaram a ter acesso aos computadores, raridades até o final da década de 50.

Em dezembro de 1965, um grupo de visionários fundou a SUCESU, a primeira entidade voltada a congregar os interessados e iniciados em um assunto que começava a tomar corpo: a informática. Durante mais de uma década, a SUCESU seria a única interlocutora representativa a ousar discutir um assunto emergente, porém árduo, polêmico e amplamente desconhecido. Naquele tempo, a informática exercia o fascínio do novo e para muitas empresas era símbolo de status. Para o Brasil, era um meio de avançar, previsto e incentivado desde a gestão de Juscelino Kubitscheck.

Nesta história recente, de apenas 40 anos, os avanços gigantescos se deram a custa de muitas lutas, leis, erros e acertos. E a principal protagonista, seja nas grandes discussões ou nas ações mais assertivas em prol da evolução, foi a SUCESU, precursora de outras fortes entidades irmãs que nasceriam na década de 70, como a Assespro, e de 80, como a Abes – Associação Brasileira de Empresas de Software.

A Sucesu incentivou, por suas ações, o nascimento de cursos em universidades, a adoção da computação pelos governos e empresas, e a evolução das tecnologias da informação e da comunicação em todo o território nacional, de maneira geral.

Grandes nomes – de pessoas físicas e jurídicas, líderes, empresários, políticos, governantes, entidades, professores, empresas – construíram esta história. É mais do que adequado levantar, escrever, rever, reverenciar, reconhecer, comemorar esta história. É justo e oportuno. Antes que a memória se perca.

 

Comemorações

Memória é o que fica registrado, seja na mente das pessoas, seja em documentos escritos ou visuais, seja na conservação dos bens materiais que deram suporte a sua existência e evolução.

História é narrativa que se monta a partir dessa memória preservada e que, em se tratando de uma organização, ou sistema, promoverá a consolidação dos seus valores.
               
Se a memória merece ser preservada, a história precisa ser contada. Olhar para trás é criar a possibilidade de criar um chão firme sobre o qual se construirá o que  vem pela frente. Mas é preciso fazê-lo no aqui e no agora, antes que tudo se transforme apenas em vaga lembrança.

Ao alcançar a importante marca de 40 anos, a comunidade de informática do País tem um bom motivo para, nessa “data redonda”, avaliar sua história, resgatar sua memória, com o objetivo de vislumbrar o que pode ser o seu futuro.
 
Portanto, trabalhar a data dos 40 anos da SUCESU não pode ser só uma referência ao seu passado. O marco deve ser pensado numa forma de valorizar esta história e, em decorrência disso, aproveitar a oportunidade para adicionar mais valor as  atividades, consolidando e acelerando os avanços.            

E isto ganha mais relevância pela quantidade de anos comemorados, pois além desta ser a primeira entidade do setor na história do País, são poucas as entidades, mesmo no cenário internacional, que vencem os desafios de décadas e décadas e, ao final de um período, podem constatar que a excelência e relevância dos seus procedimentos e propósitos a trouxeram até o presente.

A Comissão Organizadora das Comemorações dos 40 anos da SUCESU previu uma série de ações e atividades considerando relevância, abrangência, capilaridade, participação, resgate, debates, promoção e participação da sociedade.

 

Prêmio SUCESU 40 Anos

O desenvolvimento da Tecnologia andou de braços dados nas últimas décadas com o expressivo desenvolvimento alcançado pela humanidade em tão pouco tempo.

O crescimento da expectativa de vida e da sua qualidade tem muito a ver com fatos, produtos, cases e todas as inovações trazidas pela tecnologia –  parte significativa disto se deve à Tecnologia da Informação.

Dentre as atividades previstas para as comemorações dos 40 anos da Sucesu, foi instituído o Prêmio Sucesu 40 anos, que vai homenagear personalidades e organizações que protagonizaram os 40 fatos de maior destaque – 10 de cada década.

Serão identificados e premiados os 40 fatos mais importantes que mudaram os rumos ou marcaram época na história nos últimos 40 anos, dignos de serem perpetuados em nossa memória e que aconteceram fruto de lançamento de produtos de software ou hardware, do desenvolvimento de novas metodologias, do uso inovador da tecnologia disponível na época, de mudanças na legislação ou de outro fato relevante.

O Juri Popular indicará e votará através da internet 4 categorias: Equipamento, Programa, Personalidade e Entidade.

 

Regulamento

I – Categorias

O Prêmio Sucesu 40 anos está dividido em duas partes: Comissão Julgadora e Júri Popular.

A Comissão Julgadora votará em 10 fatos mais relevantes de cada uma das 4 últimas décadas, totalizando 40 homenageados: 1966 – 1975; 1976 – 1985; 1986 – 1995 e 1996 – 2005.

O júri popular votará através da Internet em quatro categorias, indicando para cada uma delas qual foi o mais importante das quatro últimas décadas e será premiado o mais votado de cada uma das categorias, que são: Equipamento (hardware), programa (software), personalidade e entidade (empresa ou organização).

II – Premiados

Os ganhadores dos Prêmios serão pessoas físicas ou jurídicas que tenham desenvolvido o produto ou sejam o mais destacado responsável pelo fato realizado, que gerou a premiação.

Uma mesma pessoa física ou jurídica poderá auferir um ou mais prêmios de fatos ou categorias distintos.

III – O Prêmio

Farão jus ao prêmio aquelas pessoas ou empresas que tenham sido votadas por um maior número de membros da Comissão Julgadora ou o Júri Popular, conforme o caso.

IV – Critérios de Julgamento

Para fazer suas indicações, o jurado da Comissão Julgadora ou do Júri Popular, deverá levar em conta os seguintes aspectos, considerando o objeto da premiação em seu momento histórico e seu impacto naquela circunstância:

  • Inovação
  • Benefícios trazidos para a Sociedade
  • Benefícios trazidos para o desenvolvimento da tecnologia
  • Economia
  • Produtividade
  • Evolução para a sociedade
  • Integração social do ser humano
  • Linha do tempo distribuindo suas indicações pelas 4 últimas décadas

V – Comissão Julgadora

A Comissão Julgadora do Prêmio Sucesu 40 Anos será composta por notáveis convidados pelo Comitê do Prêmio. O Comitê convidará representantes das regionais da Sucesu, jornalistas de renome nacional, entidades ligadas à TI, representantes da mídia, entidades representantes de classe, ministérios e órgãos do governo, representantes da Academia e outras pessoas ou entidades de renome nacional.

Cada entidade convidada indicará apenas um membro para compor a Comissão Julgadora, cabendo a este representante ter total autonomia e soberania para julgar e tomar todas as decisões pertinentes a Comissão Julgadora SUCESU 40 Anos,

VI – A escolha dos premiados pela Comissão Julgadora

A Sucesu Nacional através de suas regionais farão, no prazo adequado, as indicações dos fatos mais relevantes das últimas 4 décadas.

Esta indicação será feita no Site próprio do evento justificando os motivos da indicação e qual a personalidade ou instituição que foi responsável pelo acontecimento:

  • Década;
  • Fato;
  • Pessoa Física ou Jurídica que estará sendo homenageada, a qual obrigatoriamente tenha sido indiscutivelmente a principal geradora ou fomentadora do fato;
  • Motivos que justificam a importância do fato e a sua conseqüente premiação.

Uma mesma pessoa física ou jurídica poderá ser indicada para mais de um fato distinto, poderá ser indicada para tantos fatos quantos pela sua importância se justificarem.

Passado o período de indicações, cada um dos membros da Comissão Julgadora indicará o seu voto para 10 fatos de cada uma das quatro décadas dentre os que foram previamente indicados.

Os resultados da votação realizada pelos membros da Comissão Julgadora não serão divulgados isoladamente. Somente serão divulgados quem são os que receberam pelo menos um voto, sem especificar o número de votos que recebeu e nem qual o juiz que votou.

Os ganhadores do maior número de votos, os quais serão premiados, somente serão revelados durante a festa de premiação. Este cálculo será feito automaticamente pelo Site do Evento.

O Comitê Prêmio 40 Anos indicará 3 auditores independentes para analisar o processo e validar os resultados.

Não estarão sujeitos à apreciação da Comissão Julgadora os prêmios da categoria de eleição popular.

As indicações e as votações deverão ser feitas exclusivamente por meio do site do evento. O membro da comissão julgadora poderá ainda votar nulo, branco ou impedido.

Serão considerados ganhadores, em cada década, os 10 fatos que obtiverem a maior soma de votos dos membros da Comissão Julgadora.

A decisão da Comissão Julgadora é soberana e da qual não caberá qualquer tipo de recurso.

VII – Prêmios de Opinião Pública –

Estes prêmios serão concedidos por meio de votação e indicação livre pela Internet. No site do evento todas as pessoas poderão indicar na primeira fase e votar na segunda fase.

Serão premiadas as personalidades, empresas, equipamentos e programas que obtenham o maior número de votos populares  - num total de  4 prêmios.

Numa primeira fase serão indicados para cada categoria livremente pelo Júri Popular os nomes para serem homenageados.

Numa segunda fase, serão divulgados para cada categoria os 10 que tiveram mais indicações, totalizando 40 para as quatro categorias. Dentre estes, o Júri Popular escolherá pela votação através da Internet quais serão os 04 homenageados.

VIII – Prazos

O Comitê do Prêmio estipulará e divulgará os prazos para indicação, votação popular, votação pela Comissão Julgadora, divulgação e data de entrega dos prêmios.


Evento de Premiação

O evento de premiação acontecerá em uma Noite de Gala para 350 convidados na cidade do Rio de Janeiro em local e data a serem divulgados pelo Comitê do Prêmio, preferencialmente no mês de Julho de 2006.

 

Comitê SUCESU 40 Anos

O Comitê será responsável por resolver todos os casos omissos neste regulamento e terá sempre a palavra final em qualquer assunto relativo ao julgamento do Prêmio Sucesu 40 Anos.

É o responsável ainda pela formação da Comissão Julgadora e do regulamento do Prêmio.

Este comitê será composto por:

  • Presidente da Sucesu Nacional –Gestão 2005
  • Representante da Sucesu RJ; Sucesu RS, Sucesu PR e Sucesu SP
  • Um representante de cada um dos organizadores
  • Caberá ao vice-presidente da Sucesu Nacional – Gestão 2005, participar como membro do Comitê, atuar como coordenador geral do Comitê e representá-lo quando necessário.